Escolher a lona plástica correta otimiza resultados na agricultura

June 13, 2019

O segmento do agronegócio é o maior mercado de lonas plásticas especiais. Ao contrário da lona plástica preta - insumo básico utilizado fundamentalmente na construção civil, as lonas agrícolas são filmes desenvolvidos para funções e culturas específicas, com tecnologia e pesquisa aplicada. Segundo a CNA - Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil, a agricultura e o agronegócio no Brasil contribuíram com 23,5% do Produto Interno Bruto (PIB) do país em 2017.

 

 

A vasta área agrícola brasileira permitiu que nosso país superasse graves crises econômicas através da profissionalização e modernização dos processos. A lona plástica é um insumo fundamental para esse sucesso: alavancando a produtividade agrícola, reduzindo perdas no campo, aprimorando a qualidade da plantação e reduzindo a necessidade de utilização de defensivos.

 

A escolha do modelo adequado para cada necessidade deve ser acompanhada da escolha de um fornecedor confiável, que tenham processos e controles de qualidade efetivos. Produtos de procedência duvidosa podem causar grande dor de cabeça para o consumidor - buracos no material, "olho de peixe", filmes que rasgam facilmente e sem resistência mecânica são defeitos comuns em materiais de baixa qualidade, cuja vida útil é bastante reduzida.

 

Uma loja qualificada faz a intermediação entre fabricantes de procedência e o agricultor. Materiais de primeira linha, agilidade na entrega, compromisso com o cliente são predicados fundamentais. Uma boa compra é aquela na qual o material atende as expectativas de acordo com a especificação anunciada.

 

Recomenda-se ao consumidor comparar as seguintes variáveis ao escolher seu fornecedor de lona plástica: credibilidade da marca, tempo de garantia além de sempre comparar pesos de marcas diferentes com a mesma especificação. Lonas Plásticas de mesma dimensão e peso devem ter necessariamente que ter a mesma espessura em micra.

 

As principais linhas encontradas no mercado de Lonas Plásticas são as seguintes:

 

Lona para Silagem: lonas dupla face normalmente preta e branca, cuja face branca fica exposta ao tempo refletindo a luz solar enquanto a face preta permanece virada para baixo. No processo de silagem, ocorre a fermentação de plantas tais como forrageiras, cana, milho, sorgo, entre outros.  A lona para silo é produzida em PEBD aditivado com anti-UV e antioxidantes. No processo de silagem feito com uma boa lona plástica é reduzida a perda de elementos nutritivos e ganho no percentual de proteínas. Também é reduzida a perda da umidade e se tem maior resistência no manuseio, sem que ocorra delaminação do material.

 

Lona para Tanque Escavado: na atividade de piscicultura,  a lona para tanque facilita o manejo dos peixes no ciclo produtivo. Viveiros forrados com uma boa lona plástica podem ser utilizados para a criação de peixes (piscicultura) e também para a criação de crustáceos (carcinicultura). O material deverá ser atóxico proporcionando tranquilidade no manejo.  Utiliza-se para impermeabilização de tanques tanto a geomembrana como também a Lona Plástica Dupla Face de PEBD. O custo da Lona de PEBD é bastante reduzido em relação à Geomembrana, com a vantagem de ter um manuseio muito mais fácil. O material para forrar o açude, lago ou represa deve ser de boa qualidade, principalmente por conta das áreas de talude que ficam expostas no tempo, com o sol incidindo diretamente sobre as mesmas.

 

Lona (Filme) para Estufa: filmes plásticos também produzidos com PEBD (polietileno de baixa densidade), o Filme para Estufa é aplicado em culturas que demandam alta intensidade de luz. Por também ficarem expostas no tempo, devem ter boa durabilidade e resistência mecânica em relação a impactos e rasgos, com proteção anti-UV. Filmes agrícolas para estufa não tratados são corroídos e desmancham com a ação do tempo, principalmente em culturas onde defensivos agrícolas são aplicados. O filme agrícola cristal pode ainda ser aditivado com cristais difusores que proporcionam um aumento da incidência da luz no microambiente, ou mesmo ser de tonalidade leitosa para quebra e redução da incidência dos raios solares. Uma boa lona para estufa auxilia no controle de temperatura e umidade interna, além de evitar danos por eventos climáticos naturais.

 

Filme Mulching: técnica que consiste na aplicação de filmes plásticos objetivando a criação de uma barreira em relação ao solo. Tal barreira promove uma redução da evaporação e troca de calor entre o solo e a atmosfera. É uma excelente ferramenta para hortas cuja produtividade é maior do que plantações comuns e outra vantagem é a redução da necessidade de uso de herbicidas. Filme bastante utilizado em culturas como tomate, melão, morango e alface. Pode ser encontrado nas opções preta ou dupla face.

 

 

Fonte: Dino

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

Novas instalações da Coopersa foram inauguradas nessa segunda-feira (10)

December 12, 2018

1/1
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags
Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

A Cooperativa Agroindustrial Amambai – COOPERSA, fundada em 29 de junho de 1993, inscrita no CNPJ sob n. 70.363.650/0001-87, com inscrição estadual n. 28.289.944-8, esta localizada no município de Amambai na Estrada Municipal Amambai/Sertãozinho Km 01.

Contato

(67) 3481-2287

Av. Pedro Manvailler, 4632 - Vila Cristina, Amambai - MS

© 2018. Coopersa. Criado orgulhosamente por Eficienthis