Tendência de preços do boi gordo muda no curto prazo; veja a análise


A consultoria Safras & Mercado mudou sua projeção de tendência de preços da arroba do boi gordo no curto prazo. Se antes a expectativa era de alta, agora a empresa afirma que o mercado remete a uma manutenção dos preços. A análise acontece mesmo em um período de boa demanda como costuma ser caracterizada a primeira quinzena de cada mês.

O analista de mercado Fernando Henrique Iglesias afirma que essa mudança ocorre por conta do posicionamento das escalas de abate dos frigoríficos, que estão mais confortáveis.

“Essa avaliação é uma consequência do confortável posicionamento das escalas de abate nesta virada de mês, quando mesmo os frigoríficos de menor porte dispõem de relativa tranquilidade em sua programação”, disse.

No atacado, a sinalização para a primeira quinzena de agosto ainda é positiva, diante da boa demanda esperada. “Além da entrada da massa salarial na economia, haverá um adicional de consumo com o Dia dos Pais”, assinalou.

Nesta quarta-feira, 31, o mercado físico do boi gordo teve preços estáveis, assim como no atacado. O corte traseiro permaneceu em R$ 10,70 por quilo. O corte dianteiro ficou em R$ 8,65 por quilo. Já a ponta de agulha permaneceu em R$ 7,70 por quilo.

Veja o fechamento da arroba:

  • São Paulo: R$ 154 a arroba

  • Uberaba (MG): R$ 147 por arroba

  • Dourados (MS): R$ 142 a arroba do boi

  • Goiânia (GO): R$ 140 por arroba

  • Mato Grosso: R$ 140 a arroba


Posts Em Destaque
Posts Recentes