Milho: mercado espera corte na safra dos EUA em 3,5 milhões de toneladas


A produtividade média das lavouras norte-americanas deve ser reduzida de 210,9 sacas por hectare para 208,4 sacas por hectare.

A produtividade média das lavouras norte-americanas deve ser reduzida de 210,9 sacas por hectare para 208,4 sacas por hectare

De acordo com a consultoria Safras & Mercado, a previsão de analistas e traders consultados por agências internacionais é de que a safra de milho dos Estados Unidos em 2019/2020 fique abaixo do estimado em setembro. A expectativa é que a projeção saia de 350,4 milhões de toneladas (13,799 bilhões de bushels) em setembro para 346,9 milhões de toneladas 13,611 bilhões de bushels). Ou seja, um corte de 3,5 milhões de toneladas, ou 1%.

  • Milho: de olho na demanda de usinas, área plantada deve subir 2% em MT

  • Milho: oferta pode ficar apertada até o começo de 2020, diz FC Stone

A produtividade média deve ser reduzida de 210,9 sacas por hectare (168,2 bushels por acre) para 208,4 sacas por hectare (166,8 bushels por acre).

Os estoques de passagem da safra 2019/2020 dos Estados Unidos devem ser indicados em 42,7 milhões de toneladas (1,684 bilhão de bushels), abaixo dos 55,6 milhões de toneladas (2,190 bilhões de bushels) indicados em setembro.

Mundo

A previsão é de que os estoques finais de passagem da safra mundial 2019/2020 sejam apontados em 296,1 milhões de toneladas, aquém das 306,3 milhões de toneladas indicadas em setembro. A expectativa é de que os estoques globais 2018/19 sejam indicados em 323,8 milhões de toneladas, abaixo dos 329,6 milhões de toneladas apontadas no mês passado.

Fonte: Canal Rural.


Posts Em Destaque