Soja brasileira descola dos EUA e segue em alta


Melhores margens de esmagamento na China aumentaram demanda de soja brasileira pelos asiáticos

Segundo apurou a pesquisa diária do Cepea (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada, da USP), os preços da soja no mercado físico brasileiro fecharam a quarta-feira (16.10) com preços médios da soja nos portos do Brasil sobre rodas para exportação subiram 0,31%, para a média de R$ 89,94/saca. Com isto, o acumulado do mês saltou para positivos 3,67%.

“Mesmo com a queda de 0,27% na cotação do dólar, e queda de 0,64% na cotação da soja em Chicago, mas, mesmo assim, os preços que os compradores ofereceram sobre rodas nos portos do sul do Brasil ou seus equivalentes em outros estados tiveram alta de contra positivos 3,34% do dia anterior”, explica o analista da T&F Consultoria Agroeconômica, Luiz Pacheco.

No interior, o avanço foi menor, de 0,24%, para R$ 83,53/saca, contra R$ 83,33 do dia anterior, com o acumulado do mês também aumentando para 3,29%, contra 3,04% anterior. Os preços do mercado físico do Rio Grande do Sul se mantiveram estáveis, em R$ 91,00 no porto; safra nova subiu para R$ 89,00 para junho (R$88,00 no dia anterior), sendo que os preços caíram após a queda das cotações em Chicago e da cotação do dólar.

No mercado interno, Passo Fundo ficou estável em R$ 86,00, contra R$ 85,50 anterior, pagos pelas indústrias, mas em Ijuí o preço oferecido pelos exportadores subiu para R$86,50 (R$85,00 no dia anterior). No Paraná, com queda do dólar e de Chicago, o preço caiu um real/saca em Ponta Grossa para R$ 79,00, contra R$ 80,00 balcão, no dia útil anterior, permaneceu inalterado no atacado para R$ 82,00, para novembro, R$ 83,00 para maio, e mais um real e meio no porto para R$ 91,50, contra R$ 90,50 para dezembro.

CHINA COMPRA

Melhores margens de esmagamento na China resultaram em aumento na demanda de soja brasileira pela China. Houve rumores de negociação de 2 cargos hoje. Com isso, os prêmios da soja nos portos brasileiros recuperaram 14 cents/bushel para novembro, subiram 4 cents para fevereiro, subiram 6 cents para março, subiram 2 para abril e 8 para maio e recuaram 5 cents para junho e 4 cents para julho.

Fonte: Agrolink.


Posts Em Destaque