Preço da soja cai 2% na Bolsa de Chicago

March 9, 2020

As cotações da soja e do milho na Bolsa Internacional de Chicago (CBOT) despencam na sessão desta segunda-feira, 9. O vencimento de março da soja caia 2,4%, a US$ 861,7 por bushel, enquanto o vencimento de maior tinha queda de 1,90%, a US$ 874,2 por bushel.

 

De acordo com a consultoria Terra Agronegócio, o mercado repercute o avanço do coronavírus, principalmente em países da Europa, que poderia diminuir a atividade global e consequentemente a demanda por produtos agrícolas.

 

“Nós temos uma Europa com problemas de crescimento, com questões políticas internas. Os Estados Unidos cortando a taxa de juros em reunião extraordinária, que indica que a principal economia do mundo está preocupada com o coronavírus”, diz o analista Ênio Fernandes. Ele relembra ainda que a Itália registrou um crescente número de casos da doença.

 

 

 

“O mundo já está com dificuldade de crescimento e essa situação afeta a demanda por commodities e a remuneração dos produtores a nivel global. Quando se olha para frente, no longo prazo, o que se vê é o mundo crescendo menos”.

 

Brasil

 

O especialista afirma que o produtor brasileiro ainda conta com uma ‘válvula de escape’, por conta do dólar, que mantém as cotações em alta. “Mas se você olhar os Estados Unidos, Argentina e Paraguai, que são ‘dolarizados’ essa valorização da moeda norte-americana preocupa. O único país que está conseguindo renta é o Brasil”, diz.

 

Ele comenta que a demanda pelo produto segue boa, sendo excessão entre os outros países. Já o milho conta com a demanda interna aquecida.

 

 

 

Comercialização


Para os produtores que estão com dívidas em dólar, caso de grandes agricultores de Mato Grosso e do Matopiba, região que compreende o Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia (Matopiba), a valorização do dólar é grande risco.

 

No entanto, a maioria dos médios produtores do Brasil, que possuem dívidas em reais, estão aproveitando o momento. “A grande maioria comprou insumo com dólar mais baixo e agora com a moeda acima de R$ 4, chegando a R$ 4,70 consegue boas margens”.

 

Segundo a Terra Agronegócio, 15% da safra 2020/2021 de soja já foi comercializada. “Alguns produtores já fecharam as vendas e quem não é deste mundo especulativo, precisa fazer o ‘arroz com feijão’, ou seja: se travou o fertilizante, aproveita e vende parte da soja para cobrir esse custo, se comprou semente, faz o mesmo”, indica.

 

 

Fonte:CanalRural

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

Novas instalações da Coopersa foram inauguradas nessa segunda-feira (10)

December 12, 2018

1/1
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags
Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

A Cooperativa Agroindustrial Amambai – COOPERSA, fundada em 29 de junho de 1993, inscrita no CNPJ sob n. 70.363.650/0001-87, com inscrição estadual n. 28.289.944-8, esta localizada no município de Amambai na Estrada Municipal Amambai/Sertãozinho Km 01.

Contato

(67) 3481-2287

Av. Pedro Manvailler, 4632 - Vila Cristina, Amambai - MS

© 2018. Coopersa. Criado orgulhosamente por Eficienthis