Cotações do milho no Brasil devem ficar em alta enquanto o dólar seguir valorizado ante ao real

Analista da Germinar Corretora acredita que momento é ideal para os produtores venderem seus lotes e buscarem preços médios altos, antes de uma possível queda da moeda americana.

 Com as colheitas da safra de verão se encaminhando para o final, a nova tendência do milho no mercado brasileira é de preços sustentados e leve viés de alta, impulsionados especialmente pelo momento de alta do dólar ante ao real, que opera em patamares próximos aos R$ 6,00.

Segundo o analista da Germinar Corretora, Roberto Carlos Rafael, a tendência é de preços lateralizados, talvez com leves altas, nestes próximos 30 dias que intermedeiam o fim da safra verão e o início da colheita da segunda safra.

Sobre a safrinha, Rafael destaca que muitas áreas que estavam sofrendo com estiagem como São Paulo, Paraná e Mato Grosso do Sul receberam chuvas nas últimas semanas e tem previsão de novas precipitações na semana que vem. Por outro lado, cresce o temor com as baixas temperaturas e a incidência de geadas, o que mantêm a incerteza quanto ao volume de produção.

Diante dessas dúvidas que atingem não só a produção, quanto também a demanda neste momento de pandemia da Covid-19, a questão cambial ganha ainda mais força e pode sustentar os preços mesmo com a chegada do volume vindo da safrinha.

Este cenário, de acordo com o analista é ideal para os produtores buscarem novas vendas com cerca de 30% da safra verão e 50% da safrinha ainda disponíveis para negociação, e obterem preços médios altos para a safra enquanto a moeda americana segue em alta.

Outro fator que demanda atenção do produtor brasileiro é a safra americana e as cotações da Bolsa de Chicago (CBOT). Rafael destaca que o plantio americano vem avançando rapidamente e em ótima janela de cultivo. Além disso, o USDA projeta o maior estoque de passagem dos últimos 35 anos para o final da temporada 2020/21 em 31 de agosto de 2021, o que influencia em cotações mais baixas dos últimos 12/13 anos e preços que podem ficar até 20% menores do que os custos de produção nos EUA.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

Novas instalações da Coopersa foram inauguradas nessa segunda-feira (10)

December 12, 2018

1/1
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags
Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

A Cooperativa Agroindustrial Amambai – COOPERSA, fundada em 29 de junho de 1993, inscrita no CNPJ sob n. 70.363.650/0001-87, com inscrição estadual n. 28.289.944-8, esta localizada no município de Amambai na Estrada Municipal Amambai/Sertãozinho Km 01.

Contato

(67) 3481-2287

Av. Pedro Manvailler, 4632 - Vila Cristina, Amambai - MS

© 2018. Coopersa. Criado orgulhosamente por Eficienthis