Aveia-preta e trigo aumentam produção de soja

November 10, 2020

Experimentos realizados em dois anos registraram aumentos de produtividade de 54%

 

Experimentos realizados durante dois anos no Sul do Brasil mostraram que semear aveia-preta e trigo no inverno aumenta em até 54% a produtividade da soja no verão, em comparação com as áreas deixadas em pousio. Foi possível o incremento de 1,467 kg/ha.

 

A explicação mais provável para estes resultados é que as raízes e palhas da cultura de inverno que ficam no solo aportam mais matéria orgânica e melhoram o solo. Assim há melhor aporte de água e nutrientes que agem na safra seguinte.

 

Os pesquisadores estudaram o cenário entre 2017 e 2018 e foram aplicados sete tratamentos: pousio ; palha de aveia-preta ou de trigo, sem raízes; parcelas com raízes de aveia-preta ou trigo, sem palha; e parcelas com palha e raízes de aveia-preta ou trigo. O desempenho da soja foi estimado a partir das variáveis: densidade de plantas; índice de área foliar; teor de clorofila, estimado pelo índice SPAD; matéria seca acumulada, produtividade de grãos e componentes do rendimento. 

 

O sistema de plantio direto também faz a diferença em relação ao convencional, principalmente quando se consegue manter a diversidade de plantas e produção de biomassa. No caso da aveia-preta há grande capacidade de produção de matéria seca, resultando em cobertura adequada do solo sob plantio direto, alta ciclagem de nutrientes e supressão de plantas daninhas. Além disso, a espécie pode ser facilmente dessecada para o plantio das safras subsequentes. 

 

A palha reduz a taxa de evaporação da água no solo, os picos de aquecimento do solo, a infestação de ervas daninhas e a ocorrência de erosão do solo. Além disso a  aveia-preta ou trigo auxiliam no desempenho da soja com aumento da Fixação Biológica de Nitrogênio, pois diminuem os estresses da planta ao proteger o solo.

 

Quanto à remoção de aveia-preta ou de trigo para produção de silagem ou feno, pode reduzir os benefícios dessas culturas no rendimento subsequente da soja. “Por isso, o produtor deve considerar essas informações no processo de tomada de decisão”, avalia pesquisador da Embrapa Alvadi Balbinot.

 

O estudo é assinado pelos pesquisadores da Embrapa Soja Alvadi Antonio Balbinot Junior, Julio Cezar Franchini dos Santos e Henrique Debiasi; e dos alunos de pós-graduação Antônio Eduardo Coelho, da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc), Moryb Jorge Lima da Costa Sapucay, da Universidade Estadual de Londrina (UEL), Felipe Bratti, da Universidade Federal do Paraná (UFPR), e Jorge Luiz Locatelli, da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Ele foi publicado na revista Pesquisa Agropecuária Brasileira (PAB), com o título “Performance da soja em sucessão à aveia-preta e ao trigo” e pode ser acessado na íntegra aqui.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

Novas instalações da Coopersa foram inauguradas nessa segunda-feira (10)

December 12, 2018

1/1
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags
Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

A Cooperativa Agroindustrial Amambai – COOPERSA, fundada em 29 de junho de 1993, inscrita no CNPJ sob n. 70.363.650/0001-87, com inscrição estadual n. 28.289.944-8, esta localizada no município de Amambai na Estrada Municipal Amambai/Sertãozinho Km 01.

Contato

(67) 3481-2287

Av. Pedro Manvailler, 4632 - Vila Cristina, Amambai - MS

© 2018. Coopersa. Criado orgulhosamente por Eficienthis