Confira o que pode fazer a soja subir ainda mais

Por outro lado, há apenas dois fatores baixistas no horizonte

De acordo com a Consultoria TF Agroeconômica, há três fortes fatores altistas presentes no mercado de soja que podem influenciar no preço da oleaginosa nos próximos dias. Por outro lado, há apenas dois fatores baixistas no horizonte, confira:


FATORES DE ALTA


*Atraso na colheita do Brasil, que mantém a demanda chinesa focada nos EUA e começa a focar também na Argentina em detrimento dos embarques brasileiros. Eleva as cotações em Chicago, mas reduz os prêmios de março no Brasil;


*Condições climáticas piorando na Argentina: Relatório privado recebido pela TF Consultoria diretamente daquele país nos dá conta de que as condições climáticas estão piorando rapidamente na área central da Argentina, que está enfrentando uma “seca relâmpago”. Alguns analistas acreditam que isso provavelmente significará 3-4 milhões de toneladas a menos de produção nesta safra.


Há muito pouco tampão na umidade do subsolo para compensar este evento seco e quente. Rosário está completamente seco há mais de três semanas (o calendário de soja agora é semelhante a 15 de agosto nos EUA). Desde 01 de fevereiro o registro é de apenas 32 mm, contra a média de 100-120 mm para o mês. Isso é extremamente abaixo do normal.


A soja está sofrendo, particularmente de Rosário para o sul. As temperaturas estão bem acima dos 32 oC e as previsões mantêm essa anomalia pelo menos até 12 de março. Isso deve apoiar a entrada do mercado na próxima semana;


*Alta do dólar no Brasil: Contrariamente ao que alguns analistas pensavam, o dólar não só não caiu para R$ 4,85, como subiu para R$ 5,60 nesta sexta-feira. O dólar subiu 1,25% no dia, 4,09% na semana, 2,4% no mês e 8% no ano, até o momento, dando sustentação aos bons preços da soja.


FATORES DE BAIXA


*Início da colheita e aumento da oferta, que poderão manter os preços sem subir mais, ou até cair levemente, porque em alguns estados, como o Rio Grande do Sul, por exemplo, a produção deverá ser maior do que as expectativas iniciais.


*Provável aumento de área nos EUA, que será um poderoso fator de baixa a médio e longo prazo para os preços.

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Nenhum tag.
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square